contato@flaviabiaexpediciones.com     +56 9 4251 7683

Tour do vinho: um passeio pelas vinículas de altitude do deserto

Conheça as uvas produzidas em Toconao e deguste os vinhos “Ayllu” produzidos pela comunidade

De San Pedro de Atacama até a vinha Santa Romina, no povoado de Toconao, são 38 quilômetros. O Tour do Vinho começa com uma caminhada por vinhas e degustação de vinhos, além do pôr do sol e do coquetel na Laguna Chaxa, no Salar de Atacama. Os flamingos são uma atração à parte. De San Pedro até a vinícula seguimos pelo Paso Sico (uma estrada que sai de Antofagasta e chega até Foz do Iguaçu). Passamos por Tambillo e sua reserva de árvores plantadas de Tamarugo. As sementes são usadas para alimentar os bichos e a madeira é uma boa fonte de carvão.

A região onde é produzido o vinho é habitada há 3 mil anos. Toconao foi fundado em 1557. O rio desce por um leito de rochas sem minerais e propícias até para consumo. A plantação de frutas e de uvas se abastece desse rio. Daí surgem as vinículas. Mas fazer uva no deserto e na altitude tem seus desafios. A terra aqui é branca, o que significa que não tem muitos nutrientes, fazendo com que tenham que ser usadas técnicas para contribuir com o crescimento das uvas. Entre elas, está um cano que faz o gotejamento de água nos pontos específicos que precisam ser irrigados.

As parras têm vida útil de dez a doze anos. Durante o outuno e o inverno elas ficam mais secas e voltam a ficar verde na primera e no verão. A vinha Santa Romina existe há cinco anos e produz vinho desde 2013. Atualmente, são cerca de 4.600 parras que produzem quatro cepas de vinho, uma delas branco. São elas petit verdot, chardonnay, malbec e syrah. A bodega onde o vinho é preparado é comunitária e pertence a uma cooperativa de produtores. Sob a marca Ayllu (comunidade local) são vendidos vinhos de vinículas diferentes.

A rolha é produzida naturalmente com madeira de cortiça e a energia é solar. Com uma produção artesanal, a vinícola trabalha para ser certificada como 100% orgânica. É possível ainda comprar o vinho Ayllu. Da vinícola, seguimos para o Salar de Atacama, na Laguna Chaxa. É uma das recordações mais fortes dos visitantes que passam por aqui. Com águas pratas, repletas de famingos, a lagoa forma um espelho d’água e tem um dos pôr do sols mais bonitos do deserto. O céu vai mudando de cor e ficando vermelho. Uma imagem que remete à Marte. Nesse cenário incrível, tomamos um coctel com as deliciosas comidas da agência. Sem dúvida, um fim de dia para não esquecer.

Leitores do blog da FlaviaBia têm 10% de desconto no passeio.

Faça com a gente:

Tour do vinho e Salar de Atacama

Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas: o passeio imperdível no Atacama

 

Comente