preloder
contato@flaviabiaexpediciones.com     +56 9 7527 8478
Caracoles: principal rua de San Pedro

Primeiro você precisa saber que San Pedro do Atacama, no Chile, é uma cidade. São cerca de 7 mil pessoas vivendo nos arredores do Deserto, que por conta da quantidade de gente, animais e plantas é considerado um oásis no Atacama. San Pedro tem uma prefeitura, uma delegacia, cemitério e igreja. Ao todo, são mais de 300 hotéis e 100 agências de turismo. Além disso, o que mais tem e não tem na cidade? A FlaviaBia Expediciones te conta:

*O QUE TEM:

1. Banco/caixa eletrônico 24h e Wetern Union:

Há uma agência do BCI na Vilama 425-D, esquina com a Caracoles (horário de atendimento do banco: segunda a sexta das 9h às 14h. Os caixas eletrônicos ficam abertos 24h). Lá é possível sacar dinheiro e fazer conversões de moedas no horário bancário. Banco do Estado: Gustavo Le Paige s/n, em frente ao antigo Museu Arqueológico, próximo da praça. Caixa eletrônico por 24h (horário de atendimento do banco: quinta, de 13h às 17h). Há ainda um caixa eletrônico (BCI) dentro da farmácia Cruz Verde (Caracoles 359, esquina Toconao) e outro (BCI) na Farmácia Salcobrand (Caracoles 241, esquina Tocopilla). Ambos ficam abertos no horário de funcionamento das farmácias (fecham às 22h). No Terminal de Ônibus (Ignacio Carrera Pinto, 647) há uma agência do Western Union, em que é possível receber ou mandar dinheiro no mesmo dia. Em lugares escritos “Caja Vecina” é possível pagar contas com boleto bancário. Há a possibilidade, por exemplo, de comprar passagens aéreas ou de ônibus com esse tipo de pagamento.

2. Casa de câmbio

Existem várias casas de câmbios espalhadas pela cidade. A maior parte está localizada na Rua Toconao. É possível trocar dólares, reais, euros, pesos bolivianos e pesos argentinos. A cotação em San Pedro não costuma ser vantajosa. Recomendo que use uma das casas de câmbio do centro de Santiago e, algumas vezes, o câmbio do aeroporto de Santiago também é melhor que os da casa de câmbio de San Pedro. O câmbio virtual não se aproxima muito da realidade. Como referência para valores de dólares e euros, recomendamos visitar a página do Banco Central chileno.

3. Correios 

A cidade conta com duas agências postais. A Correos Chile (Rua Gustavo Le Paige, próximo da praça, em frente ao Museu Gustavo Le Paige) e a do Chile Express (Caracoles, 419), empresa privada que funciona como o Correios no Brasil. É possível comprar um postal e mandar daqui para o Brasil. No fim de semana, as agências ficam fechadas.

4. Farmácia

Há pelo menos três farmácias na cidade. A maior delas chamada de Cruz Verde fica na Rua Caracoles 359, com Toconao. Além de remédios, tem protetor solar e artigos de cosméticos e caixa eletrônico. Já a farmácia Salcobrand fica na esquina da Caracoles 241, com Tocopilla, também conta com remédios, cosméticos e caixa eletrônico. Um pouco menor é a La Botica, que fica na Rua Gustavo Le Paige, 258.

5. Feira de artesanato

Há pelo menos três feiras de artesanato. Uma localizada na praça (Gustavo Le Paige, ao lado da prefeitura). É uma espécie de corredor que termina na Rua Licancabur. Uma outra “Pueblos Likan Antay” fica na Rua Caracoles, 435 B. Nas duas, é possível encontrar roupas de frio com tecidos de lhama/alpaca; chapéus; lembrancinhas; acessórios; folha de ervas locais como coca/chachacoma/rica-rica; pedras de sal; utensílios feitos de cactos ou pedra vulcânica, entre outros. Já a terceira feira fica ao lado do Terminal de Ônibus (Ignacio Carrera Pinto, 647) e tem materiais de artesãos locais que fazem oficinas e vendem os próprios trabalhos.

6. Chip de celular e cartão de memória 

A internet em alguns hotéis não é 100% confiável. Se você quiser comprar um chip de celular para garantir a comunicação, custa a partir de 5 mil pesos. Você pode colocar recarga pelo tempo em que vai estar no Chile (é válido em outras cidades). É possível encontrar chip nas farmácias e em algumas casas de câmbio. Cartão de memória para máquinas podem ser encontrados nas casas de câmbio.

7. Posto de gasolina e aluguel de carro 

É possível alugar um carro no aeroporto de Calama ou em San Pedro, na Europcar (Calama, 479). Caso precise abastecer, há apenas um posto de gasolina na cidade (gasolineira). Ele pertence à empresa Copec e está localizado na Hosteria San Pedro de Atacama, na Rua Toconao, 460. É preciso estar atento que o trajeto entre Calama (aeroporto) e San Pedro de Atacama não conta com postos de gasolina, tampouco nos caminhos para as atrações turísticas.

8. Posto de saúde 

Há dois postos de saúde. Um público (Posta de San Pedro de Atacama – turistas precisam pagar para serem atendidos) na Rua Gustavo Le Paige, 377 (perto da praça). E outro da Atacama Medical, em que é preciso pagar por consultas também. Para quem contratou um seguro de saúde internacional, com validade no Chile, precisa pagar pelas consultas e pedir reembolso. Fica na Rua Caracoles, 169. Há ainda um serviço de atendimento médico no hotel chamado de Atacama Health. Nesse caso, você pode entrar em contato com a FlaviaBia Expediciones (+56942980410 – whatsapp e telefone), que nós chamamos o médico para você. Com o recibo, também é possível pedir reembolso do serviço ao seu seguro saúde.

9. Taxi

Há táxis na cidade. O preço padrão de uma corrida em San Pedro é de 3 mil pesos. Já as viagens para as ayllus (comunidades locais), como Solor, Larache, Sequitor e Quitor saem por 4 mil. No Terminal de Ônibus (Ignacio Carrera Pinto, 647) e nos Carritos (trailers de comida na Licancabur, s/n em frente a cancha de futebol e a feira de artesanato) há sempre carros disponíveis para corridas. Você também pode pedir para o seu hotel chamar um para você.

*O QUE NÃO TEM

1. Máquina de cartão de crédito na maioria dos estabelecimentos 

Com uma internet que algumas vezes deixa os comércios na mão, não é todo restaurante, loja, mercado, hotel ou agência que aceita cartão de crédito. Você vai precisar vir preparado (com dinheiro em mãos) para os dias em San Pedro. Aqui é possível sacar e converter dinheiro, mas nem sempre pagar com cartão.

2. Shopping e supermercado 

Há vários mercadinhos e botellerias (onde vende bebida alcóolica espalhados pela cidade). Há ainda lojinhas de presentes e de roupas, de bijuterias e as feiras de artesanato, mas a cidade não conta com shopping ou supermercados. Eles ficam localizados em Calama, a 105 quilômetros de San Pedro.

3. Bom lugar para comprar um biquini/sunga 

Não há. É possível encontrar na Caracoles lojinhas com roupas de banho. Mas o estilo dos biquínis e sungas chilenos são bem diferentes dos brasileiros e não costumam agradar aos turistas tupiniquins. A opção para quem esqueceu de trazer roupas de banho é entrar com roupas normais nas lagoas (alguns chilenos fazem isso) ou comprar uma dessas peças, mesmo que não seja de inteiro agrado.

4. Asfalto nas ruas 

A maioria das ruas de San Pedro não tem calçamento. Há algumas poucas exceções, mas você vai precisar se acostumar com a areia e o aspecto mais rústico que, na verdade, são o charme da cidade. Em janeiro e fevereiro, pode chover. Isso faz com que em alguns dias as ruas sejam tomadas por barro. Mas nada que as paisagens do entorno não recompensem.

5. Hospital 

Não há uma grande estrutura hospitalar, nem é possível fazer exames mais complexos ou atendimentos de emergência graves em San Pedro. Casos de maior complexidade são atendidos em Calama, a 105 quilômetros de San Pedro.

6. Balada 

Não existe balada/boates em San Pedro. Há alguns restaurantes com música ao vivo à noite, como é o caso do Mal de Puna (Rua Licancabur com Domingo Atienza) e Barros (Licancabur com Tocopilha). Além disso, o Lola (Caracoles com Toconao) é um karaokê onde é possível pedir drinks. Nos três lugares, no entanto, você precisa comer para ingerir bebida alcóolica (isso ocorre pelo tipo de licença que possuem). Além disso, é proibido beber na rua (no Chile todo) e dançar em San Pedro, mesmo em lugares fechados, como os bares citados.

7. Redes de fast food

Nem MC Donald’s, nem Burger King, nem Bob’s, tampouco Starbucks, Pizza Hut ou Subway. San Pedro não tem nenhuma rede de fast food. Mas há opções de hambúrguer, no Burger Garden (Rua Tocopilla, 455) e no Mancha Panza (Calama, 443). Há cafés como: Peregrino (Gustavo le Paige, 348, em frente da Praça), Roots (Toconao, 492), Barros Café (Tocopilla 418) e Salão de Té (Caracoles, s/n, em frente ao BCI). E há pizzarias como a El Charua (Tocopilla 442), Casa de Piedra (Tocopilla 442) e Sol Inti (Tocopilla, 130).

Comente